Michael Jackson: Multidão juntou-se à porta do tribunal – Emoção no início do julgamento

Acusação mostra foto de Michael Jackson morto, com a família do cantor presente. Argumento da defesa é tentar provar que o músico se terá suicidado.

  Mais emoção era impossível: um dos mais aguardados e mediáticos julgamentos dos últimos anos, que senta no banco dos réus Conrad Murray, o médico acusado da morte de Michael Jackson, começou com exibição da fotografia do cantor morto, deitado numa maca do hospital para onde foi transportado. A foto foi mostrada pelo advogado de acusação ao mesmo tempo que proferia duras palavras contra o médico.
  “Michael Jackson pôs, literalmente, a sua vida nas mãos de Conrad Murray. Depositou nele toda a sua confiança, mal empregue, que lhe custou a vida”, disse David Welgren, enquanto mostrava, na sala de tribunal, a foto do ‘rei da pop’, sem vida, com a legenda: “Tinha 50 anos”.
  A exibição da foto chocou. Na sala, estavam sentados vários elementos do clã Jackson – pai e mãe, as irmãs La Toya e Janet e os irmãos Jermaine, Randy e Tito -, mas também o grupo de jurados: sete homens e  cinco mulheres, dois dos quais fãs confessos do cantor.
  Murray – que compareceu acompanhado pela mãe – está apostado em provar que Jackson, que morreu a 25 de Julho de 2009 de overdose de Propofol, se suicidou, ingerindo a droga quando ele se ausentou do seu quarto.
  Cá fora, a emoção não era menor, com uma multidão de fãs do cantor a exibir cartazes contra Murray, a quem chamam ‘Dr. Morte’.

FONTE: Correio da Manhã

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s