Green Day juntam 17 mil

  Cerca de 17 mil fãs vibraram ontem, no Pavilhão Atlântico, com o regresso bombástico dos Green Day a Portugal, nove anos depois da estreia no Coliseu de Lisboa.
Em início de digressão europeia, o trio californiano mostrou-se em plena forma perante uma casa cheia em que predominavam elementos ‘sub-16’, assinando um concerto longo e energético que agitou a plateia, sendo constantes os apelos do vocalista Billie Joe Armstrong para os fãs subirem ao palco e cantarem.
Os Green Day apostaram no recente ‘21st Century Breakdown’, mas não esqueceram êxitos como ‘Boulevard of Broken Dreams’ e, entre outros covers, cantaram ‘Satisfaction’, dos Rolling Stones.

FONTE: Correio da Manhã

Anúncios

Green Day juntam 17 mil

  Cerca de 17 mil fãs vibraram ontem, no Pavilhão Atlântico, com o regresso bombástico dos Green Day a Portugal, nove anos depois da estreia no Coliseu de Lisboa.
  Em início de digressão europeia, o trio californiano mostrou-se em plena forma perante uma casa cheia em que predominavam elementos ‘sub-16’, assinando um concerto longo e energético que agitou a plateia, sendo constantes os apelos do vocalista Billie Joe Armstrong para os fãs subirem ao palco e cantarem.
  Os Green Day apostaram no recente ‘21st Century Breakdown’, mas não esqueceram êxitos como ‘Boulevard of Broken Dreams’ e, entre outros covers, cantaram ‘Satisfaction’, dos Rolling Stones.

FONTE: Correio da Manhã (29/09/2009)

Morreu Lucy que inspirou os Beatles

  Lucy O’Donnell, que inspirou em 1966 a canção dos Beatles ‘Lucy in the Sky with Diamonds’, faleceu na passada terça-feira, aos 46 anos, em consequência de lúpus, informou a Fundação Saint Thomas.
  Segundo Julian Lennon, filho de John Lennon, o seu pai escreveu a canção inspirado por um desenho que ele (Julian) fez da sua amiga Lucy quando ambos frequentavam um jardim infantil, há mais de 40 anos, em Weybridge, Sul de Inglaterra. Julian levou o desenho para casa e, segundo conta, deu-o ao pai, ao qual explicou: “É Lucy no céu com diamantes.” O filho de Lennon reatara recentemente o contacto com Lucy O’Donnell ao saber que ela sofria de lúpus.
  ‘Lucy in the Sky with Diamonds’, uma das canções do álbum ‘Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band’, de 1967, gerou polémica ao se considerar que as iniciais do título da canção se referiam à droga psicadélica LSD, o que os ‘fab four’ sempre negaram.

FONTE: Correio da Manhã

Lisboa recebe festival de música africana.

  O edifício lisboeta das Tercenas do Marquês, em Santos, vive neste sábado um dia de música africana, com a visita dos Kora Jazz Trio, Mulatu Astatke & The Heliocentrics e dos cabo-verdianos Ferro Gaita.
A festa começa pelas 18h, com a entrada em palco de um trio composto por dois senegalenses e um guineense e que se especializou na mistura entre o jazz e a música tradicional da África Ocidental. Depois é a vez do etíope Mulatu Astatke, que viaja de Londres com a banda The Heliocentrics para mostrar como a experiência que viveu nos Estados Unidos influenciou a sua música tradicional africana.
Para o final da noite está guardada a actuação dos Ferro Gaita, que apresentarão o funaná – a versão africana do forro.

FONTE: Sol

Pearl Jam voltam costas ao passado

Ao fim de 20 anos de carreira, Eddie Vedder e companheiros estão livres de editoras.

  Dignos sobreviventes do movimento grunge dos anos 90, os Pearl Jam acabam de lançar um novo disco. Leva o título de ‘Backspacer’ e revela uma banda enérgica, mas de costas voltadas ao passado. Tudo porque, ao fim de 20 anos de carreira, os Pearl Jam passaram a gerir o seu próprio destino, livres de editoras discográficas.
  Se musicalmente a mudança se faz notar, saudável, em forma de rock puro e duro (11 canções em menos de 40 minutos), o grupo alterou radicalmente a forma de estar na música, cedendo ao modus operandi da indústria discográfica que sempre combateu. Lançado pela própria editora da banda, ‘Backspacer’ levou os Pearl Jam a desdobrar-se em entrevistas promocionais (coisa rara no passado), a assinar um exclusivo com um retalhista para a venda do disco nas lojas dessa rede nos EUA. Além disso, numa pedra de toque da mudança, rodaram um vídeo para o single (‘The Fixer’), algo que recusavam fazer desde 1992. Ou seja, não parecem mais os Pearl Jam que orgulhosamente se mantiveram à margem do sistema, desse modo realçando o valor da sua música.
  O que não parece mudar, para já, é a ligação aos fãs. O disco foi disponibilizado na página do grupo na internet e, se comprarem o CD, os admiradores têm direito a descarregar dois concertos.

FONTE: Correio da Manhã

Mel B posa para catálogo

   A ex-Spice Girl Mel B posou para o novo catálogo da marca britânica de lingerie Ultimo. Segundo o jornal inglês ‘Daily Mail’, que publica algumas fotos, a produção foi realizada num hotel – casino de Las Vegas, nos Estados Unidos.
  As imagens têm sido muito elogiadas, já que Mel B exibe um corpo de fazer inveja a muitas modelos mais novas, além de posar ao lado de dois modelos masculinos.
  Ainda de acordo com o ‘Daily Mail’, ao regressar a Inglaterra, país onde reside, Mel ficou sem a sua lingerie, uma vez que a mala se extraviou. “Cheguei sem a mala e sem a roupa de baixo”, contou a ex-Spice Girl, entre risos, acrescentando que acabou por ser “salva” pela dona da marca de lingerie, que lhe enviou novos conjuntos para o hotel.
  “Por sorte consegui falar com Michelle [a proprietária da marca Ultimo] e ela salvou a minha vida, pois enviou-me tudo o que eu precisava”, esclareceu.

FONTE: Correio da Manhã

Rihanna surpreendente com novo penteado

   Rihanna, que adora mudar de visual, apareceu ontem em Nova Iorque com um novo look. A cantora fez umas madeixas louras por cima do seu cabelo negro. O novo penteado, louríssimo, deu nas vistas, assim como o anel estranho que Rihanna usava na altura: uma peça muito grande em forma de aranha preta. As fotos da cantora com o novo penteado já andam pela Internet, com concursos em que os fãs podem votar e decidir qual é o melhor visual para a voz de ‘Umbrella’. A surpresa agradou principalmente à cantora, que gosta de chocar e de provocar os seus fãs – e não só.

FONTE: Correio da Manhã